Alma News

50⁰ Festival de Outono de Paris faz homenagem a Lia Rodrigues e ao Brasil

Alma Baiana
Escrito por Alma Baiana

Desde 8 deste mês até 14 de dezembro, acontece o 50⁰ Festival de Outono de Paris, que este ano faz uma grande homenagem à coreógrafa, dançarina e pedagoga brasileira Lia Rodrigues, presença marcante desde 2005 no evento, e que nas últimas três décadas inventou novos caminhos de resistência e de resiliência, através da dança, no Brasil: em 2004 ela instala a sua companhia na favela da Maré, no Rio.

Coreógrafos brasileiros de expressão foram convidados a mostrar seus espetáculos: Marcela Levi, Lúcia Russo, Gabriela Carneiro da Cunha, Luiz de Abreu, Calixto Neto, Cristina Moura, Macelo Avelin, Renata Carvalho, Ana Pi, Thiago Granato e Volmir Cordeiro, além da própria Lia com Béatrice Massin e Dominique Hervieu.

Acontecendo em vários espaços culturais da Cidade Luz, como o 104, dirigido por José Manuel Gonçalves no 19⁰ distrito, ali, na semana passada, aconteceram os espetáculos: “O Samba do Crioulo Doido – régua e compasso”, solo assinado por Luiz de Abreu, com Calixto Neto, nu em cena, revelando em 25 minutos os estereótipos relativos ao corpo negro no inconsciente coletivo do Brasil. É a foto que ilustra a capa desta matéria.

As noites foram divididas com “Ägô”, solo de Cristina Moura, que, através do seu corpo, dos movimentos e palavras – o espetáculo é pontuado por textos, em português e em francês, e uma parte em inglês, e muita interação com a plateia na sua hora de duração e a ajuda de três colaboradores com ela, no palco, nos computadores, para os diálogos, os textos e projeções no cenário – abordou a questão da identidade da mulher negra. A bandeira da Bahia foi projetada numa das telas, e Mãe Stella de Oxóssi está entre os autores dos textos citados. Ambos os artistas calorosamente aplaudidos.

Cristina Moura ovacionada no final de Ägô, na noite de domingo passado, no 104.

Emmanuel Demarcy-Mota é o diretor-geral do festival, e mais informações no site: www.festival-automne.com

Por Duda Tawil, texto e fotos, correspondente do Alma Baiana na França

Sobre o Autor

Alma Baiana

Alma Baiana

O que acontece de interessante na Bahia: cultura, sociedade, arquitetura, decoração, gastronomia, moda, entretenimento e muito mais!

Faça um comentário