Bem Viver

SEU LAR NUNCA MAIS SERÁ O MESMO! por Simone Selem

Alma Baiana
Escrito por Alma Baiana

O simples fato das pessoas ficarem em casa desde o início da Pandemia de Covid-19 despertou um novo olhar sobre a importância do conforto e do bem estar no lar. O “novo viver” revelou também que a praticidade e a funcionalidade na residência não traduzem apenas um desejo, mas configura-se como uma necessidade. Novos hábitos e estilo de vida recriaram espaços, ao tempo em que a tecnologia, gradativamente, transforma a vida das pessoas.

O home office deixou de ser uma alternativa e passou a ser exigência. Incorporada a este cenário, a criação de estações de trabalho na varanda do apartamento, no living ou no quarto inspiraram um estilo de vida saudável e eficiente, se aplicado com disciplina. Hoje, a qualquer momento do dia, sem precisar se deslocar e através de aplicativos gratuitos, podemos realizar reuniões por vídeo conferência e dar continuidade ao trabalho, equacionando melhor tempo e custo.

Tudo isso é tão real, assertivo e tendência que construtoras da região sul e sudeste estão transformando um andar inteiro de seus edifícios em home office para moradores. Tenho plena convicção de que esses ambientes não mais deixarão de fazer parte da realidade no pós-pandemia, pois as pessoas rapidamente se adaptaram ao novo formato de trabalho e perceberam que o tempo passou a ser melhor aproveitado.

Outro ambiente que ganhou relevância especial foi a área de serviço, que antes funcionava como lavanderia e hoje, em muitos lugares, funciona como hall de chegada, onde depositamos compras, bolsas, sapatos, celulares, chaves e todos os produtos que adquirimos na rua, para devida higienização. Além disso, um espaço na varanda ou sala tornou-se necessário para a prática de yoga, treino e exercícios físicos. Neste cenário, pesos e esteiras se tornaram elementos frequentes nos ambientes sociais do lar.

A cozinha, cada vez mais integrada à sala, tornou-se um ambiente mais frequentado pelas famílias que, inesperadamente, assumiram as tarefas do lar. A criação de mesas para refeições levou à retirada de paredes para melhor integração dos ambientes. Além disso, a instalação de equipamentos eletroportáteis facilitou a rotina. O mais genial de toda essa mudança é a nítina valorização do profissional de arquitetura e interiores que, através do seu conhecimento técnico, é capaz de propor soluções criativas, práticas e sustentáveis na adequação dos novos espaços de acordo com a atual demanda e uso, de forma personalizada, levando em conta o modo de vida, a rotina e a história daqueles que residem em cada lar.

* Simone Selem é designer de interiores formada pela Ebade e desde sua formação, em 2006, realiza projetos. Ela tem um escritório próprio e conta com uma equipe de trabalho que envolve profissionais de arquitetura, engenharia e design. Em suas constantes atualizações em viagens pelo mundo, a designer pesquisa o modo de vida da pessoas, mobiliário e acabamentos da construção civil. Ela se define como “emoção”, ao lidar com muitos sentimentos e com o intangível, e “razão”, por lidar com números, projetos e serviços. Em seu portfólio, há projetos realizados em Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro, Califórnia (EUA), Quebec (Canadá) e Cingapura (Austrália). Autodenominada eterna aprendiz, Simone Selem acredita que cada projeto é único e deve contar uma história, uma verdade.

Sobre o Autor

Alma Baiana

Alma Baiana

O que acontece de interessante na Bahia: cultura, sociedade, arquitetura, decoração, gastronomia, moda, entretenimento e muito mais!

Faça um comentário